Perguntas a serem respondidas pelos trinitarianosImprimir
Doutrina da Trindade, falsa ou verdadeira? (Parte V)
Nos últimos dias têm surgido inúmeros questionamentos quanto à autenticidade da doutrina da Trindade.

Somos constantemente advertidos de que qualquer doutrina só tem algum valor, quando fundamentada na Bíblia. Tudo deve estar amparado na revelação bíblica.

Algumas perguntas surgiram quando da realização de um minucioso estudo da doutrina da trindade. Estudo este que teve como base a Bíblia e a história.

Para aceitarmos esta doutrina, como sendo uma doutrina genuinamente bíblica, teremos que encontrar respostas às perguntas aqui apresentadas, caso contrário, tal doutrina se revelará anti-bíblica, devendo, portanto, ser rejeitada.


1. Se o Deus único apresentado na Bíblia é um grupo de três pessoas divinas (e não três deuses), é correto chamar cada um deles, individualmente, de Deus? Por exemplo: "Deus Pai", "Deus Filho" e "Deus Espírito Santo"? Cada um deles é Deus, ou Deus é apenas o conjunto dos três? Se chamarmos cada um deles de Deus, como podemos sustentar que não são três deuses?

2. A Doutrina da Trindade afirma que o Espírito Santo é uma pessoa e é Deus, se isso é verdade, por que não encontramos na Bíblia uma única vez a expressão: "Deus Espírito" ou "Deus Espírito Santo"?

3. Se o Pai, o Filho e o Espírito Santo são um, por que Cristo omitiu o "Deus Espírito Santo" nas seguintes passagens bíblicas?

“Não crês que Eu estou no Pai e que o Pai está em Mim? As palavras que Eu vos digo não as digo por Mim mesmo; mas o Pai, que permanece em Mim, faz as Suas obras.” João 14:10.

“A fim de que todos sejam um; e como és Tu, ó Pai, em Mim e Eu em Ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que Tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido a glória que Me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; Eu neles, e Tu em Mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que Tu me enviaste e os amaste, como também amaste a Mim.” João 17:21-23.

“Eu e o Pai somos um.” João 10:30.

4. Segundo a doutrina da trindade, o Espírito Santo é uma pessoa e é Deus. Se isso é verdade, como entender então Joel 2:28-29, onde afirma que Deus derramaria o Seu espírito sobre toda a carne?

“E acontecerá, depois, que derramarei o Meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o Meu Espírito naqueles dias.” Joel 2:28-29.

Nota: O dicionário Michaelis define "meu" como sendo pronome pessoal designativo de algo que pertence à pessoa que fala, ou que diz respeito a ela.

Diante do que diz o dicionário, o espírito que será derramado, pertence à Deus (o Pai), sendo parte dEle e não uma outra pessoa.

5. Se Cristo é o Deus eterno, como crêem os trinitarianos, Ele não poderia morrer. Então por que a Bíblia afirma taxativamente que Cristo morreu, e que Deus o Pai O ressuscitou?

“Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores." Romanos 5:8.

“Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que O ressuscitou dentre os mortos.” Gálatas 1:1.

6. Se Cristo é o próprio Deus eterno, por que o livro de Atos afirma que Cristo, além de ter sido ressuscitado por Deus, foi elevado a Príncipe e Salvador? Como Cristo poderia ser elevado a Príncipe se já era o próprio Deus?

“O Deus de nossos pais ressuscitou a Jesus, ao qual vós matastes, suspendendo-o no madeiro. Deus com a Sua destra o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e remissão dos pecados.” Atos 5:30 e 31.

7. Segundo crêem os trinitarianos, o Espírito Santo é uma pessoa e é Deus, com base nisto por que Cristo não menciona esta pessoa ao afirmar que nossa salvação está em conhecermos a Deus Pai e a Jesus Cristo a quem Ele enviou? O “Deus Espírito Santo” não tem participação em nossa salvação?

“Tendo Jesus falado estas coisas, levantou os olhos ao céu e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a Teu Filho, para que o Filho Te glorifique a Ti, assim como Lhe conferiste autoridade sobre toda a carne, a fim de que Ele conceda a vida eterna a todos os que Lhe deste. E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, como único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste." João 17:1-3.

8. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, como afirmam os trinitarianos, por que o apóstolo João excluiu o "Deus Espírito Santo", ao afirmar que nossa comunhão é com o Pai e com Seu Filho Jesus Cristo?

“O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com Seu Filho, Jesus Cristo.” I João 1:3.

9. Em quem devemos acreditar, na doutrina da trindade, a qual afirma que Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, ou na Bíblia, que afirma existir somente um Deus, que é o Pai e um só Senhor, que é Jesus Cristo?

“Por que, ainda que há também alguns que se chamem deuses, quer no céu ou sobre a terra, como há muitos deuses e muitos senhores, todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por Ele.” I Corintios 8:5-6.

Nota: O texto não diz que Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas (Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo), como afirmam os trinitarianos, mas que Deus é um só, o Pai, e que Jesus Cristo é o único Senhor.

"Então, falou Deus todas estas palavras: Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de Mim." Êxodo 20:1-3.

Nota: O texto acima não diz: "Nós somos o Senhor", também não diz: "Não terás outros deuses diante de nós."

O texto deixa evidente que Deus é um só, o Pai, e não uma unidade de três pessoas co-eternas.

O dicionário Michaelis define "Mim" como sendo a variação do pronome pessoal "Eu" (singular) e não "nós" (plural).

10. Se o Pai, o Filho e o Espírito Santo são membros de uma trindade estando conseqüentemente no mesmo nível hierárquico, por que Cristo disse que o Pai era maior do que Ele?

“Ouvistes que eu vos disse: vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai, pois o Pai é maior do que eu.” João 14:28.

11. Se o Espírito Santo, conforme afirmam os trinitarianos, é a terceira pessoa da trindade, distinto do Pai e de Jesus Cristo, por que a Bíblia afirma que o Espírito Santo é o Espírito de Cristo enviado aos nossos corações?

“E, por que vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de Seu Filho, que clama: Aba, Pai." Gálatas 4:6.

12. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, como afirma a doutrina da trindade, por que então somente o Pai sabe o dia e a hora da segunda vinda de Cristo, e por que o “Deus Espírito Santo” nem sequer foi citado por Cristo no texto abaixo?

“Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão o Pai.” Mateus 24:36.

Nota: Os trinitarianos alegam que Jesus declarou isso por que estava falando como homem. Contudo, no livro de Atos, encontramos o seguinte diálogo entre os discípulos e o Messias:

“Então, os que estavam reunidos lhe perguntaram: Senhor, será este o tempo em que restaures o reino a Israel? Respondeu-lhes: Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o Pai reservou pela sua exclusiva autoridade.” Atos 1:6-7.

Cristo proferiu estas palavras no Monte das Oliveiras, ao aproximar-se o momento de Sua ascensão. Portanto já havia sido morto e ressuscitado.

13. Segundo o livro de Apocalipse, os 144 mil terão em suas frontes dois nomes, o nome do Cordeiro e o nome de Seu Pai. Por que não terão o nome do Espírito Santo, já que segundo crêem os trinitarianos ele é Deus, em igualdade com o Pai e com o Filho?

“Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai.” Apocalipse 14:1.

Haverá apenas dois nomes nas frontes dos 144 mil:

O nome do Cordeiro, que é Jesus ou Yeshua (em hebraico);
O nome do Seu Pai, que é Jeová ou Yahweh (em hebraico).

14. Segundo o entendimento dos trinitarianos, quando a Bíblia usa o termo: "Espírito de Deus", ela está se referindo ao “Deus Espírito Santo”, a "terceira pessoa da Trindade". Se esse raciocínio é verdadeiro, então, quando a Bíblia usa o termo: "Espírito de Jesus", ela está se referindo a quem? Seria uma quarta pessoa da Divindade?

15. Se o Espírito Santo é Deus e uma das pessoas da Trindade, como crêem os trinitarianos, por que o próprio Cristo afirmou: “Eu e o Pai somos um.” João 10:30 e não: Eu, o Pai e o Espírito Santo somos um?

16. Segundo os defensores da Doutrina da Trindade, quando a Bíblia usa a expressão “Espírito de Deus”, está se referindo ao "Deus Espírito Santo", a "terceira pessoa da Trindade". Se isso é verdade, como entender então o que o apóstolo João escreveu em Apocalipse 4:5, onde há a afirmação de que Deus possui sete espíritos que são enviados por toda a terra?

“Do trono saem relâmpagos, vozes e trovões, e, diante do trono, ardem sete tochas de fogo, que são os sete Espíritos de Deus” Apocalipse 4:5.

“Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra.” Apocalipse 5:6.

Se aplicarmos aos textos acima o ensinamento trinitariano, teremos então que aceitar os textos como referindo-se a sete pessoas distintas do Pai e do Filho. Deus, então, não seria uma "unidade de três pessoas co-eternas", mas sim, de nove pessoas.

17. Se Cristo é o Deus eterno, como afirma a doutrina da trindade, por que Cristo afirmou que a Sua vida foi concedida pelo Pai?

“Por que assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo.” João 5:26.

18. Se Cristo é um dos membros da trindade, estando no mesmo nível hierárquico do Deus Pai, e do “Deus Espírito Santo”, por que a Bíblia afirma que após o encerramento do grande conflito, Cristo se sujeitará ao Pai?

"Por que todas as coisas sujeitou debaixo dos pés. E, quando diz que todas as coisas Lhe estão sujeitas, certamente, exclui Aquele que tudo Lhe subordinou. Quando, porém, todas as coisas Lhe estiverem sujeitas, então, o próprio Filho também se sujeitará Àquele que todas as coisas Lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.” I Coríntios 15:27-28.

19. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, por que Cristo afirma que devemos orar apenas ao Pai?

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome; venha o Teu reino; faça-se a Tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois Teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!” Mateus 6:9-13.

Nota: Se você ora unicamente ao Pai e pede que o atenda em nome de Jesus, como Seu mediador, é por que, na prática, não crê na doutrina da trindade!

20. Se Cristo é o próprio Deus Eterno, como ensina a doutrina da trindade, por que Paulo em sua carta aos Hebreus afirma que Jesus está assentado à destra do trono de Deus?

“Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus”. Hebreus 12:2.

Nota: Se Cristo está assentado à destra do trono de Deus, é por que Ele não é o próprio Deus.

21. Quando Cristo antecipou aos discípulos os sofrimentos pelos quais passaria, disse que eles O abandonariam, mas que Ele não estaria só, pois o Pai estaria com Ele. Se o Espírito Santo é uma pessoa e é Deus, como crêem os trinitarianos, por que somente o Pai estaria com Cristo naquele momento de extremo sofrimento? Onde estaria o "Deus Espírito Santo", o qual deveria estar com Ele em todos os momentos?

“Eis que vem a hora e já é chegada em que sereis dispersos, cada um para a sua casa, e Me deixareis só; contudo, não estou só, por que O Pai está comigo.” João 16:32.

22. Se Cristo é o "Deus Filho", como afirma a Doutrina da Trindade, por que não encontramos um único texto na Bíblia que se refira a Ele como “Deus Filho”?

23. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, como ensina a doutrina da trindade, por que Paulo, em sua carta aos Colossenses, manda que tudo seja feito em nome de Jesus Cristo, dando graças a Deus Pai? O "Deus Espírito Santo" não merece que lhe seja dado graças?

“Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”. Colossenses 3:16 e 17.

24. Falando sobre a comunhão, o apóstolo João afirma que ela deve ser mantida com o Pai e com Seu Filho Jesus Cristo. Por que João omitiu a "terceira pessoa da trindade", nessa declaração tão importante para a Igreja de Deus?

O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo.” I João 1:3.

25. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, como afirmam os trinitarianos, por que João omitiu o "Deus Espírito Santo", a "terceira pessoa", ao afirmar que aquele que permanece na doutrina de Cristo, tem tanto o Pai como o Filho?

“Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.” II João 9.

26. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas (Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo), como ensina a doutrina da trindade, por que Cristo disse que unicamente o Pai conhece o Filho e somente o Filho conhece o Pai? Não é estranho que o “Deus Espírito Santo”, sendo co-eterno com o Pai e o Filho, não conheça a ambos?

“Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.” Mateus 11:27.

Nota: O dicionário Michaelis define o vocábulo "ninguém" como "nenhuma pessoa". Sendo assim, nenhuma pessoa além do Pai, conhece o Filho e nenhuma pessoa além do Filho conhece o Pai. Este texto depõe contra a existência de uma unidade de três pessoas co-eternas.

27. Se Deus é uma unidade de três pessoas co-eternas, como afirma a doutrina da trindade, por que João em sua saudação, cita apenas o Deus Pai e Jesus Cristo, Seu Filho? Por que João omite completamente a "terceira pessoa da trindade"?

“A graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em verdade e amor.” II João 1:3.

Nota: Teria João esquecido de citar a terceira pessoa da Trindade?

28. Cristo admitiu que nada podia senão pelo Pai. Como se explica isso? Jesus sendo o eterno Deus não seria auto-suficiente, completo em Si mesmo?

“Disse-lhes, pois, Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que o Filho de si mesmo nada pode fazer, senão o que vir o Pai fazer, porque tudo quanto Ele faz, o Filho o faz igualmente.” João 5:19.

“Eu não posso de Mim mesmo fazer coisa alguma...” João 5:30.

29. Já após Sua ascensão e glória, quando da visão de João da Ilha de Patmos, Jesus referiu-Se à Seu Pai como “Meu Deus”.

“Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do Meu Deus, e daí jamais sairá; gravará também sobre ele o nome do Meu Deus, o nome da cidade do Meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do Meu Deus, e o Meu novo nome.”

30. Sabendo-se que a “trindade” é uma refinada heresia que se infiltrou na Igreja nos primeiros séculos através do paganismo de Constantino, teríamos coragem de deliberadamente continuar a propagar essa dose do vinho de Babilônia?

E-Folheto (Folheto eletrônico)
Entregue um folheto deste estudo bíblico pela internet através do e-mail.
É fácil, basta informar o e-mail no campo abaixo e clicar em enviar.
Remetente:
Nome*:
E-mail:
Destinátario:
Nome:
E-mail*:
(*)Preenchimento obrigatório

Fale conosco:
Nome:
Cidade/UF:
E-mail: (Seu e-mail não será divulgado)
Pergunta ou Comentário:
Deseja publicar sua pergunta ou comentário?
 
E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. (Mat 24:14)
contato@verdadeemfoco.com.br